Frete grátis para Curitiba e são paulo(sp) nas compras acima de R$149

Venda de artigos de moda com enfoque em tecnologia, sustentabilidade e responsabilidade social.

0

Blog Revival/Últimos Posts

Empreendedorismo Feminino: quem está por trás da Revival

10/03/2021

Na semana da mulher, tomamos o controle de tudo por aqui e gostaríamos de homenagear a mulher por trás dos bodies e tudo mais: Marina Alcazar Abdala, a chefa. Fizemos algumas perguntinhas sobre a trajetória e o futuro da Revival, e conseguimos uma entrevista exclusivíssima. Esse post é todinho para ela e sua história com essa marca que amamos tanto! 

 

  • Quando e como surgiu a ideia da Revival? Quanto tempo demorou pra tirar o projeto do papel?

Logo quando eu comecei a estudar moda por hobby e me deparei com todos os problemas do mercado da moda, que muitas vezes, eu financiava. Eu comecei a procurar por marcas e soluções, mas vi que tínhamos muitas lacunas no mercado – isso foi em 2016. Então começou a surgir uma pontinha de curiosidade e vontade de abrir uma marca, mas eu ainda trabalhava full-time em um outro negócio da família. Nós vendemos essa empresa em 2018, surgiu a oportunidade de ter tempo disponível e durante a transição eu já comecei a montar o plano de negócio. Demorou em torno de 1 ano, do papel até ela nascer.

  • Por que inicialmente você escolheu fazer roupas para mulheres?

São três principais motivos: 

  1. Era uma dor e uma demanda muito pessoal, eu não achava roupas que eu confiava, gostava e me sentia representada.
  2. Mulheres são as grandes consumidoras.
  3. Onde conseguiríamos ser mais relevantes. Padrões de beleza são muito mais impactantes e pesados para as mulheres, tem muito mais espaço para fazermos a diferença e sermos relevantes.
  • Como foi a caminhada até hoje? Teve alguma dificuldade “extra” só por ser mulher empreendedora?

Bads! É uma caminhada muito doida e um trabalho inimaginável, mas quando você vê propósito no que faz a perspectiva é totalmente diferente. Na outra empresa, eu sentia mais preconceito por ser mulher, era um meio muito masculino: fornecedor, produção, clientes.

Existe um receio geral em empreender. Quando eu falava em começar a Revival as pessoas falam, “que interessante” com uma cara que “haha…coitada”. E, neste momento da Revival, sinto mais preconceito por focar na empresa, no trabalho – abrir mão de ser mãe por um tempo, terceirizar o cuidado com a casa… As pessoas ainda esperam que mulheres priorizem esses papéis acima de tudo.

Eu acredito que a mulher tende a empreender de uma maneira mais humana e deixar de incentivar o empreendedorismo feminino é uma perda na sociedade.

  • Quais mulheres te inspiraram em cada detalhe da Revival?

Muitas mulheres me inspiram todos os dias, mulheres da minha família, amigas, as meninas que trabalham comigo, a mulherada segura as pontas mesmo!

Não sou muito de tietar e seguir famosos, mas Michelle Obama, Oprah, Melinda Gates, são mulheres que usam todos os recursos disponíveis em suas mãos para trazer transformação e fazer a diferença, acho inspirador.

E na moda tem duas mulheres brasileiras que eu acho impressionantes, Patricia Bonaldi e Constança Pasqualotto, as duas são super inovadoras. Do tipo levanta as mangas e faz acontecer.

  • Quais foram os momentos mais especiais e inesquecíveis da Revival até hoje?

A escolha do nome foi um momento muito marcante e especial, mas é história para um outro momento, muito longa… hahaha.

O lançamento também, de cara muitas e muitas amigas compraram e apoiaram, foi muito significativo, mas acho que o momento de maior alegria e orgulho é o hoje. Nossa pequena equipe me enche de alegria e o feedback das clientes, não tem preço. Eu “printei” todos eles e deixo salvo no meu celular, adoro reler eles!

  • Você é muito famosa (😛) pela sua produtividade, toda ligada no 220v. Da onde sai tanta energia?

Puxa, acho que eu sempre fui meio enérgica e muito determinada. Eu fiz um exercício com a psicóloga onde a minha família nuclear falava minhas principais características (perigo!) e “determinada” foi uma que não deixou passar ninguém.

Mas, recentemente, descobri que energia é algo a ser intencionalmente criado, não só pela comida e horas de sono, mas, principalmente, pelo seu estado mental e estado de espírito. Tem uma frase do Tony Robbins que é “where focus goes, energy flows”. Não foque no negativo, você nunca vai ter energia.

Eu procuro tudo que me deixa focada: estudos, devocional, exercícios todos os dias (nos 7 dias na semana), manter uma rotina, música… e, principalmente, meu propósito, a Revival é uma das minhas principais contribuições com o mundo, isso dá todo o sentido ao trabalho.

  • O que você mais ama na Revival? Quais as inspirações para as coleções e peças?

A inspiração para as peças vem do tecido. Como nossos pilares são sustentabilidade, tecnologia, praticidade, durabilidade e qualidade, são poucas as opções de tecido que estão totalmente alinhadas com nossos valores. Então partimos para a melhor peça que posso desenvolver com aquela solução. Eu ligo uma playlist pop ou algo animadão, rabisco até esgotar e vou refinando as ideias, o que vai ser mais versátil, o que as pessoas vão gostar mais – perguntamos muito para vocês, esse feedback é super importante. E, como não seguimos sazonalidade, procuramos fazer peças que vão ser as queridinhas dos clientes por muito, muito tempo.

Uma peça? Menina, que difícil. Hmmm… acho que a gola alta, eu acho ela super elegante, vai com tudo e eu sou super friorenta, hehe.

Um detalhe? O bolsinho, é muito nossa marca registrada.

E um valor: impactar a vida de pessoas positivamente. Clientes e colaboradoras, o resto é bônus.

  • Quais as metas e sonhos para a Revival nos próximos anos?

Meu sonho, sonho da vida mesmo, é replicar o nosso ateliê em diferentes lugares do Brasil e do mundo. Serão pequenos polos de transformação.

Quando aumentar a demanda em São Paulo, ter um ateliê lá, no Nordeste também, na Europa, Ásia e assim por diante. A ideia é trazer a fabricação para perto da demanda, reduzir produção de carbono com deslocamento de MP, manter os recursos e desenvolvimentos nos locais. Ser esses pequenos pontos de transformação. E aos poucos as coisas vão acontecendo, já primeiras exportações para Portugal.

 

E essa foi a entrevista super especial com a fundadora da Revival e você pode conferir ela na integra no nosso canal do Youtube (aproveita e se inscreve, deixa o like, comentário e tudo). Muito bom poder compartilhar com vocês um pouquinho mais dos bastidores e sonhos. Continuem apoiando mulheres empreendedoras que querem mudar o mundo 🤍

10/03/2021
Mylena Freire

WANT COUPON
Oi! Quer R$15 OFF
na primeira compra?
    EU QUERO!